Pesquisa publicada pela Aberje mapeia principais desafios dos gestores de Comunicação nas organizações

Pesquisa publicada pela Aberje mapeia principais desafios dos gestores de Comunicação nas organizações

Liderar processos de comunicação corporativa, sobretudo nas grandes organizações, torna-se um desafio ainda maior em tempos de forte disseminação dos canais de informação. Com mais possibilidades de atuação e departamentos cada vez mais enxutos, administração do tempo e adaptação a novas realidades tornam-se preocupações cada vez mais frequentes para os gestores de Comunicação. É o que indica a pesquisa Perfil da Liderança em Comunicação no Brasil, publicada recentemente pela Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje).

O levantamento solicitou a 578 profissionais que exercem cargos de liderança de diversos níveis no Brasil que escolhessem os cinco principais desafios enfrentados no trabalho. De acordo com a pesquisa, as maiores dificuldades listadas pelos gestores são gerir a volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade (59%); administrar o tempo (48%); alinhar metas com a missão e a estratégia da organização (48%); priorizar atividades (43%) e reinventar modelos de negócio (41%). A pesquisa também apontou índices expressivos de preocupação em gerir e desenvolver a equipe e pensar estrategicamente, pontos indicados por mais de um terços dos participantes.

Como as preocupações apontadas pelos gestores brasileiros são compartilhadas por profissionais de diversas áreas e em vários locais no mundo, um artigo escrito pela jornalista e professora da Weslyan University, Rebecca Knight, publicado pela Harvard Business Review, sugere atitudes para que as lideranças possam adotar ações para gerenciar equipes e administrar o tempo, como o estabelecimento de metas factíveis e a exposição clara das expectativas dentro dos times, mas incluindo, também, uma redefinição da cultura corporativa, como a real necessidade de determinadas reuniões e a importância de “períodos de inatividade” para reorganização da equipe.

Gostou deste artigo? Então, curta nossas páginas no Facebook e no LinkedIn.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *