Futuro do Trabalho: o desafio da Comunicação Interna na volta ao escritório

Futuro do Trabalho: o desafio da Comunicação Interna na volta ao escritório

O futuro do trabalho é, na verdade, o presente. Isso está ficando ainda mais claro com o retorno gradual das empresas ao presencial, uma vez que a volta ao normal não está tão normal assim. Trabalho híbrido, espaços colaborativos e flexibilidade são alguns dos termos que estão sendo muito mencionados no ambiente corporativo nos últimos meses, principalmente pela Comunicação, que tem o grande desafio de convencer os funcionários dos pontos positivos que a volta ao escritório pode proporcionar.

Uma reportagem recente da Forbes, que reuniu diversas pesquisas do mercado sobre o futuro do trabalho, mostrou que, depois desses dois anos de home office, as pessoas estão priorizando ainda mais o bem-estar, a família e a vida social, o que amplia a resistência contra os escritórios. 

Além do salário, os funcionários consideram como “muito importantes” uma cultura positiva (46%), benefícios de saúde mental e bem-estar (42%), senso de propósito e significado (40%) e horários de trabalho flexíveis (38%). A Comunicação precisa se aproveitar disso e mostrar como o trabalho híbrido, modelo adotado pela maioria das empresas, atende esses quatro aspectos e, ao mesmo tempo, é conciliável com todas as prioridades individuais dos funcionários.

Também é interessante lembrar que o presencial facilita a construção de relacionamentos. Para as empresas, isso é importante pois, de acordo com pesquisas mencionadas pela Forbes, o capital social é um ponto crucial para o sucesso e os bons resultados da organização. Mas isso também é importante para os empregados, pois criar laços com colegas contribui para a saúde mental e para a satisfação no trabalho.

Resumidamente, é preciso responder, de forma positiva e transparente, a pergunta mais feita pelos funcionários: “Por que preciso ir ao escritório se posso trabalhar em casa?”. O propósito dos encontros presenciais deve estar claro e, para isso, o apoio da liderança é fundamental. A Comunicação precisa alertar os líderes sobre o papel deles no incentivo à conexão dos seus times. Eles precisam criar momentos para que os funcionários se conheçam, interajam e, consequentemente, construam um ambiente colaborativo.

Gostou deste artigo? Então, curta nossa página no LinkedIn.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *