Como a comunicação interna pode lidar com casos de corrupção na empresa?

Como a comunicação interna pode lidar com casos de corrupção na empresa?

Empresas que têm sua liderança condenada por atos de corrupção sofrem com diversos problemas, como perda de investimentos, multas pesadas, danos à reputação e por aí vai. Em tempos de escândalos diários no Brasil, o tema é bastante oportuno e deixa algumas questões no ar: como a área de comunicação interna deve agir para informar os funcionários sobre esse tipo de situação?

Em artigo publicado pela Fundacom, a consultora Alejandra Brandolini, dá algumas sugestões de como agir em momentos como esse. Das sugestões, destacamos duas: desenvolver uma rede de facilitadores e comunicar com base na verdade.

De acordo com Alejandra, a rede de facilitadores deve ser formada por um grupo de pessoas que consiga criar uma ligação entre a empresa e seu pessoal para atuar como um agente de intercâmbio e difusão, organizando as informações de acordo com as diretrizes de comunicação interna.

Comunicar com transparência, apesar de ser uma dica bastante óbvia, é pouco comum. As empresas costumam ter medo de se expor e, por isso, cometem um erro grave, já que deixam os funcionários terem contato com as acusações e/ou condenações por meio de fontes externas. O melhor seria enfrentar a situação com transparência.

O artigo traz mais questões sobre o tema. Para lê-lo na íntegra, basta clicar aqui. Esse conteúdo chegou ao conhecimento do Stella Blog por meio da Aberje.

Gostou deste artigo? Então, curta nossas páginas no Facebook e no LinkedIn.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *